quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Pressure.

Você já veio ao mundo sob pressão, desde o momento em que seus pais estavam no divertido lazer a dois (ou não) ... o espermatozóide que você foi um dia, disputou praticamente uma maratona de São Silvestre no tubo vaginal da mamãe até chegar no final da corrida alcançando o óvulo. Mais pressão que correr contra vários amiguinhos correndo o risco de perder e ser eliminado pelo sistema de defesas da mamãe, ser jogado pra fora do quentinho do corpo e deixar de existir em poucos minutos?!
Mas felizmente você venceu a corrida, fertilizou o óvulo e fez-se feto ... vem outra vez a pressão, porque desde a barriga você ouve as pessoas falando sobre você : "será que vai parecer com o papai ou com a mamãe? será que vai ser bonitinho ou parecer um joelho inxado? menino ou menina?" Pois é, e você lá, ouvindo tudo isso pedindo para que seus vinte dedinhos completem pézinhos e mãozinhas sem falhas!!!
Hora de nascer, já estavam te pressionando a alguns dias, "já está na hora não é?" , enfim chegou a tal hora, sua mamãe está sofrendo e você precisa sair dali por um buraco que vai abrir no máximo da sorte, dez dedos!!! Pior é lembrar, que foi por ele que você entrou , e quando isso aconteceu ele parecia ser do tamanho do maracanã !!! Um médico vai te cutucar mandando você sair do quentinho, ir para um mundo frio com gente feia te olhando, e ainda vão te bater nas nádegas!!!
Muito bem, você está livre agora, mas continua pressionado a cada minuto...agora pessoas te olham julgando ser bonito ou não, espertou ou não....e vão ficar reparando se você demora a falar, andar, comer...você começa a crescer. E ai, fica mais pressionado.
Logo vai estar levando esporros de outras crianças, que vão te bater, ou te zombar por algum defeito que você mesmo nem nota, vai ir pra escola, vai conhecer regras, e levar tabefes todas as vezes que sua mãe descobrir que você não limpou atrás das orelhas no banho.
Você vai crescer mais e vai ficar pior!!! Vai notar umas mudanças desagradáveis, ver pêlos crescerem por todos os lados, sentir calores e coisas que lembram muito cócegas, mas que você se sente envergonhado por saber que não é nada inocente, vai ver o peso das coisas, vai aprender a ouvir não. Vai virar um adolescente. E logo, alguém revoltado por estar sob pressão sem ao menos te perguntarem se era isso que você queria!!!
Vai passar rápido...porque nessa fase você vai achar graça em ser pressionado, vai descobrir que não te afeta em muitas coisas. Mas vai durar pouco, você vai sair da escola, ser empurrado a um emprego so PRESSÃO, e será PRESSIONADO a escolher uma profissão, vai ouvir milhares de vezes que sem qualificação, o mercado de trabalho não abre portas nem janelas nem frestas...
Virou adulto, achou que os estudos haviam enfim deixado de ser algo pertubador.....caiu da cama, acordou e viu que agora é que você vai começar a estudar! Aquilo na escola, os 11 anos lá sentado ouvindo abobrinhas, não passaram de tempo perdido, porque nem ao menos você prestou atenção que deveria!!! E se por sorte prestou, não vai ter que fazer curso pré-vestibular pra aprender tudo isso em apenas um ano.
No meu caso, fico com a primeira opção, estou no cursinho, e notei que na escola, eu aprendi muito a fazer coisas úteis como bombas caseiras. Estou sob pressão em cursos, vestibulares, trabalho X estudo, noites de sono perdidas, livros....dores de cabeça.
E eu não vou ousar dizer que depois da faculdade, a pressão vai acabar, porque eu creio que ainda está só começando!!! Logo eu estarei retornando ao ínicio deste post, em um belo e divertido lazer a dois, onde dentro de mim vai estar acontecendo a maratona , onde eu vou mudar de posição (em todos os sentidos) porém, não deixando de ser pressionada.
A vida, é apenas uma passagem sob pressão.

Um comentário:

Luciana disse...

Tonight I'll lie awake, Feeling empty..
I can feel the pressure, It's getting closer now..
We're better off without you