quinta-feira, 5 de julho de 2012

Sobre homens, e miojos !



"E como andam os estudos?" - podia ser a pergunta focal de todos os indivíduos que se dirigem a mim, afinal de contas, todos eles sabem que eu estudo muito hoje em dia. Ou sei lá, podiam me perguntar sobre a minha música preferida da semana, ou sobre o desenho animado melodramático que estou vendo atualmente, ou podiam ser eogcêntricos como sempre foram, e discorrer um longo assunto sobre suas belas vidas frustrantes. Mas não, todos me perguntam a mesma coisa, a anos - não vou falar minha idade outra vez, é deprimente - o foco, é a pergunta focal sobre minha nada mole vida.
"Mas como assim não tem namorado?" - Já justifiquei que ser universitária exige dedicação, que ser uma universitária no curso errado tentando achar o curso certo e tirando as horas extras pra estudar Artes Cênicas, exige MUITO tempo. Mas quem são eles? São pessoas, e como boas pessoas, prosseguem no martírio de me fazer essa pergunta, como se eu mesma não me perguntasse isso a cada vez que cozinho um miojo e percebo que, o tempo que levo para o preparo do macarrãozinho sem gosto, é o mesmo com o qual eu destruo qualquer possibilidade de ter um relacionamento, justamente por eles ficarem cozidos se não no mesmo tempo, até mais rápido. E ah, sem gosto também.
Lasanha de bacon que é bom, nada né, Murphy?!